Servir desinteressadamente

Nada se adianta em imaginar que mandar é fácil, que, com um rosto hermético e uma voz imperiosa, está ganha a batalha. Para ser chefe, há que possuir aquele amor do próximo e aquela cultura que permitem conhecer os homens e perscrutar os mais íntimos recônditos da alma. Torna-se necessário pertencer também àquela aristocracia espiritual […]

Não em benefício pessoal

Toda a autoridade vem de Deus, mas é dada ao chefe em benefício dos outros e não em benefício pessoal. A autoridade pode definir-se: direito de ordenar aquilo que é mais conforme ao interesse geral da sociedade. O chefe não cumpre a sua missão senão na medida em que, ao bem pessoal, antepõe o bem […]

Não se serve dos homens

O verdadeiro chefe não procura dominar por dominar. Não se serve dos homens, mas auxilia-os a servir uma causa que os supera; familiarizar-se com a obra a cumprir constitui o primeiro elemento da alma do chefe. Mandar é servir: servir a Deus, em nome de Quem se exerce o poder – porque toda a autoridade […]

A autoridade é um serviço

A autoridade é um serviço, mas um serviço magnífico. Consiste, não em favorecer caprichos individuais, mas em fazer com que um grupo humano realize o que a sua missão – e a sua vocação, poderia dizer-se – exige. Além disso, o chefe, mesmo quando resiste a opiniões desvairadas e força o grupo a duros e […]