A maior parte dos chefes tem de obedecer

A maior parte dos chefes tem de obedecer a superiores tanto como dirigir inferiores. Devem àqueles que lhes estão abaixo o exemplo da deferência e da obediência aos seus próprios superiores. O verdadeiro chefe esforça-se por compreender o pensamento de seus superiores e concilia a independência e originalidade das suas concepções pessoais com o respeito […]

A crítica

A crítica deprime o moral; amolece a coragem dos indivíduos; acarreta ao grupo a incerteza e a desarmonia e quebra a unidade de vistas e de acção. Ainda que investido duma autoridade cujo princípio remonta até Deus, o chefe permanece não obstante homem. E porque é homem não pode deixar de ter em si próprio […]

Disciplina alegre e activa

Não há disciplina fecunda senão quando é alegre e activa. O simples conformismo passivo, tímido, o receio cobarde das censuras ou das sanções são actos desprovidos de real valor social. Aceita-se a disciplina, quando existe forte sentimento de interesse, de honra, de obra ou de empreendimento comuns. Com a disciplina não se correrá então o […]