Comandar é criar comando

O chefe que conhece o seu múnus não absorve o poder. Suscita-o e multiplica-o. “Comandar é criar comando; é fazer germinar nos tecidos do organismo… estas cédulas vivas: os chefes”.
(Lyautey)

Uma hora de colaboração sobre um ponto concreto concorre mais para a educação dum grupo do que uma avalanche de notas de serviço ou de apelos à ordem.

Evitai repreender um chefe de serviço diante de terceira pessoa; mas evitai sobretudo fazer-lhes observações à frente de um dos seus subordinados, senão desejais destruir a autoridade e semear a desordem no vosso campo.